quarta-feira, 10 de setembro de 2008

10th.

«A superstição está algures entre o que podemos controlar e o que não podemos. Se encontrares uma tostão, para dar sorte, põe-o na palma da mão. Ninguém quer perder a oportunidade de ter sorte. Mas dizer uma coisa 33 vezes ajuda mesmo? Está alguém a ouvir? E, se ninguém está a ouvir, porque fazemos todas aquelas coisas estranhas? Somos supersticiosos porque sabemos que não temos as respostas todas. E que a vida acontece de maneiras misteriosas. Não menosprezar a magia, venha ela de onde vier
Meredith Grey.

Um dia caricato. Uma luta desenfreada contra as palavras que teimam em esconder-se. Um caderno ao acaso... e é isto. Aqui estão elas, as palavras. Roubei-as. Servem-me na perfeição. E o sentir agradece ao falar. E o falar agradece ao sentir.

É o karma. E desta vez não é uma chatice.

3 comentários:

Lua disse...

E foram muito bem roubadas!:)

Beijinho, Zuza*

Nikky disse...

Não menosprezar a magia parece-me um óptimo princípio! :)

Zuza disse...

Lua, =)

Nikky, 'venha ela de onde vier!' Magia é magia. =)