domingo, 9 de setembro de 2007

A Febre dos Aerossóis

Música, dança, mais música e mais dança. Cor, luz e boa-disposição fazem deste, para mim, o melhor filme do ano! Hairspray é sorrir do início ao fim - transmite uma alegria que não deixa ninguém indiferente. A genialidade das músicas, das coreografias e dos cenários são mesmo de se tirar o chapéu. E isto sem referir todo o elenco que fez um excelente trabalho: Os nostálgicos John Travolta, no seu fato feminino de 'peso', e Michelle Pfeiffer, na pele de vilã repleta de glamour, em memória dos bons velhos tempos, Queen Latifah, sempre poderosa de volta aos musicais, e Christopher Walken são as 'lendas' que o mundo já conhece. O elenco jovem não ficou nada atrás - James Marsden, Brittany Snow, Zac Efron, Elijah Kelley e Amanda Bynes (encantadora... a personagem que mais me divertiu) mostraram dotes tanto para a representação como para dança e voz. Por fim, aquela porque tanto ansiei ver e me surpreendeu bastante, Nikki Blonksy a estrear-se bombasticamente no mundo da sétima arte já no papel principal.


«Tracy Turnblad, uma rapariga grande com cabelo grande e um coração ainda maior, tem apenas uma paixão - dançar. O seu sonho é aparecer no "The Corny Collins Show", o programa de dança mais em voga da televisão de Baltimore. Mas é constantemente lembrada pela sua extremamente protectora e enorme mãe, Edna, que a sua enorme figura está fora das normas…pelo que nunca será popular. No entanto, nada fará parar Tracy, porque se existe algo que esta rapariga sabe, é que nasceu para dançar. Depois de deslumbrar Corny Collins, Tracy começa a fazer sombra à miúda mais cool das redondezas, Amber Von Tussle, deixando também a sua maquiavélica mãe, Velma, que dirige a estação de televisão WYZT, furiosa. O pesadelo começa para Amber, pois não só a audiência adora uma nova rapariga na cidade, como o seu amado Link Larkin parece também ficar apaixonado pelos encantos de Tracy. Uma verdadeira luta irrompe entre as raparigas enquanto competem e ambicionam pelo título de "Miss Teenage Hairspray".

Aspectos positivos: Passado em 1962 os pormenores da época estão à vista de todos - o Dia do Negro (dia em que o Corny Collins Show é exclusivamente direccionado para todos os negros da cidade - pois a ideia de misturar cores era absolutamente absurda), a cena onde se vê um grupo de grávidas a beber e a fumar ilustra o pouco conhecimento científico que a população tinha e muitos muitos outros detalhes que tornam o filme tão peculiar e divertido.
Transmite uma boa mensagem - independentemente das diferenças de cada um, todos somos especiais e temos algo para dar ao mundo, por muito que nos deitem abaixo nunca devemos desitir dos nossos sonhos pois são eles que nos farão felizes.

Aspectos negativos: Quem não é fã de musicais não vai achar muita piada ao filme, porque a música simplesmente não pára. ('Cause you can't stop the beat!)

De 0 a 10 dou-lhe infinitos mil (só para arredondar a coisa). Inesquecível e recomendo a todos e mais alguns, vão esquecer por duas horinhas as desgraças deste nosso mundo.



'Cause the world keeps spinnin' round and round

And my heart's keepin time to the speed of sound

I was lost til I heard the drums, then I found my way

'Cause you cant stop the beat!
.abreu.

6 comentários:

Mary disse...

Há uns meses vi, num programa qualquer, um apresentação alargada sobre o filme e fiquei com muita vontade de vê-lo.
Eu não gosto de musicais, mas uma vez ou outra gosto de ver um. O último que vi foi o Dream Girls e adorei muito.
Assim que tiver mais tempo, vou ver o Hairspray

dida disse...

ADOREI! ADOREI! ADOREI! vo ver outra vez de certeza!

dida disse...

a penny tb é a minha personagem perferida, a nikky blonsky não podia pedir por uma memlhor estreia, a rapariga vai longe!

JD disse...

concordo com a tua review.. é o melhor filme do ano.. e o melhor musical em alguns anos! =)
tou a ouvir a soundtracj neste momento xD

a minha personagem preferida foi.. hmm.. um empate entre John Travolta (adorei-o no papel de Edna!) e Amanda Bynes (é impossivel n amar a personagem desta sujeita..).

"Hairspray é sorrir do início ao fim" Totally agree! O filme deixa toda a gente de bom humor (e algumas - eu - com um ritmo cardiaco acelerado)

Eu também tenho de ir ver de novo! xD

JD disse...

acabei de me aperceber que uns dos meus musicais favoritos têm o nome de produtos para o cabelo e passam-se a meio do século passado.. hmm.. será que vejo um padrão? xD

Ska disse...

Eu quando for grande quero arranjar uma gaja que envelheça como a Michelle...