terça-feira, 28 de agosto de 2007

The Prestige - O Terceiro Passo


The Prestige está organizado como os golpes de magia de que fala, ou seja, também se divide em três partes: ‘The Pledge’ (a preparação), ‘The Turn’ (o truque) e ‘The Prestige’ (a revelação).

Alfred Borden (Christian Bale) e Rupert Angier (Hugh Jackman) são dois ilusionistas pioneiros na carreira que vivem em Londres no século XIX. De uma amizade surge uma perigosa rivalidade entre ambos, devido ao inesperado e trágico desfecho de um número. Este rivalidade dura anos, nos quais travam uma batalha pelo melhor truque de magia. Aquele que pode ser considerado o desafio final surge quando Alfred Borden inventa o 'Homem Transportado'. A partir daí Rupert Angier cria uma obsessão incontrolável de descobrir o segredo do novo truque do seu rival.

Este filme mostra o verdadeiro sacrifício do Homem em nome da vingança, do ciúme, e neste caso da própria magia, ou melhor, de um único truque. O quão importante pode ser uma rivalidade, ao ponto de se sacrificar a si e aos seus.

Um filme fantástico, perturbante e que nos prende completamente ao ecrã. Incrível a forma como a história é desvendada no fim. Na verdade ficamos deslumbrados com o final, era a peça que faltava para completar o puzzle. Mas (há sempre um mas), talvez fiquemos um pouco frustrados, porque a essência da magia é o próprio mistério, certo?

Sem dúvida, um dos melhores filmes que vi até hoje. De 1 a 10 merece nota 12.


Zuzuuu ^^

10 comentários:

Enthilza disse...

Também já vi. Gostei, mas houve ali umas coisas que não me convenceram muito. Viste no fim? Pelos vistos ele não estava morto... Já tinha feito a coisa..

Minhocas na Maçã disse...

Enthliza: Quem? O q caiu no tanque?

Miguel Ferreira disse...

Um dos melhores filmes de sempre sem duvida!

aconselho ver "O Ilusionista" também

Minhocas na Maçã disse...

Miguel: Foi o filme que vi hoje à tarde. Estava a reservar o post sobre ele para amanhã. Muito bom também. Aforma como eles fingiram a morte dela. Mas prefiro o Prestige.

Enthilza disse...

Zuzu, não é o que caiu no tanque logo no inicio. (SPOILERS) No fim é que o Borden vai lá ter com o Angier e pega fogo não é? Então, o Angier lerpa-se certo? Mas no fim vê-se um outro ele dentro do tanque, o que dá a entender que ele abriria aquilo, já prevendo a reacção do Borden se conseguisse fugir. Sei lá, foi o que pensei.

Minhocas na Maçã disse...

Enthilza: Não existia mais um, existiam vários Borden dentro dos tanques (um em cada um) porque cada vez q ele fazia o truque morria. Mas antes de morrer afogado era clonado por aquela máquina esquisita indo parar lá acima, como todos viam. E o que morria caía para o tanque debaixo do palco.

Enthilza disse...

Certo, certo, mas quando o Angier o matou ele não tinha realizado nehum espetáculo, portanto porque é que estava lá um tanque com um tipo enfiado?

Ska disse...

Oh pá, com tanto spoiler aqui, uma pessoa até perde a vontade de ver o filme :p

Minhocas na Maçã disse...

Enthilza: Acho que já estou a ver a que te estás a referir. Foi quando ele caiu para dentro do tanque sem estar à espera e o Angier começou a tentar partir o vidro. Relativamente à tua pergunta só tenho a dizer: bem visto.

Ska: Vê, vê. Vem-te logo a vontade.

Paola Sánchez disse...

Filme O Grande Truque certamente é um filme atraente do início ao fim. Lembra-me da nova serie HBO O Hipnotizador, onde os segredos de produção revelna através da hipnose, o que pode parecer mágica por causa de sua eficácia.